Ítaca…Konstantinos Kaváfis.

Uma amiga brasileira escreveu-me perguntando o que significava Ítaca. É que em um dos meus textos sobre a história de amor que eu vivi, e que está nos arquivos aí ao lado, ela leu uma citação à famosa poesia do poeta grego Konstantinos Kaváfis.
Resolvi republicá-la aqui. Não só para ela, mas também para todos os amigos que frequentam esta página. Mesmo já conhecendo-o, é sempre bom reler belos poemas, é sempre bom rever nossas posições nesta viagem fantástica e complexa que é a vida.
Chegar a esse momento da minha não foi nem fácil nem simples, mas valeu viver cada fase do caminho…
Escute a sua alma. Não tenha pressa de chegar a Ítaca.
O caminho vale pelo que ensina…
*Em especial dedico este post a Meg, minha tristonha amiga paulista e a Sherazade, que está construindo a sua casa.
Dedico também a mim mesma, que estou reconstruindo minha casa virtual aqui.
Prefiro a tradução em Espanhol, talvez por ter sido a primeira que li e que me apaixonou. Mas para quem não compreende o idioma, há uma tradução brasileira ao final do poema.
Desfrutem …


Si vas a emprender el viaje hacia Itaca,
pide que tu camino sea largo,
rico en experiencias, en conocimiento.
A Lestrigones y a Cíclopes,
al airado Poseidón nunca temas,
no hallarás tales seres en tu ruta
si alto es tu pensamiento y limpia
la emoción de tu espíritu y tu cuerpo.
A Lestrigones ni a Cíclopes,
ni a fiero Poseidón hallarás nunca,
si no los llevas dentro de tu alma,
si no es tu alma quien ante tí los pone.
Pide que tu camino sea largo.
Que numerosas sean las mañanas de verano
en que con placer, felizmente
arribes a bahías nunca vistas;
detente en los emporios de Fenicia
y adquiere hermosas mercancías,
madreperla y coral, y ámbar y ébano,
perfumes deliciosos y diversos,
cuanto puedas invierte en voluptuosos
y delicados perfumes;
visita muchas ciudades de Egipto
y con avidez aprende de sus sabios.
Ten siempre a Itaca en la memoria.
Llegar allí es tu meta.
Mas no apresures el viaje.
Mejor que se extienda largos años;
y en tu vejez arribes a la isla
con cuanto hayas ganado en el camino,
sin esperar que Itaca te enriquezca.
Itaca te regaló un hermoso viaje.
Sin ella el camino no hubieras emprendido.
Mas ninguna otra cosa puede darte.
Aunque pobre la encuentres,
no te engañará Itaca.
Rico en saber y en vida, como has vuelto,
comprendes ya qué significan las Itacas.

Konstantinos Kaváfis
Se partires um dia rumo a Ítaca faz votos de que o caminho seja longo, repleto de aventuras, repleto de saber. Nem os Lestrigões nem os Ciclopes nem o colérico Posídon te intimidem; eles no teu caminho jamais encontrarás se altivo for teu pensamento, se sutil emoção teu corpo e teu espírito tocar.
Nem Lestrigões nem os Ciclopes nem o bravio Posídon hás de ver, se tu mesmo não o levares dentro da alma, se tua alma não os puser diante de ti.
Faz votos de que o caminho seja longo. Numerosas serão as manhãs de verão nas quais, com que prazer, com que alegria, tu hás de entrar pela primeira vez um porto para correr as lojas dos fenícios e belas mercancias adquirir: madrepérolas, corais, âmbares, ébanos, e perfumes sensuais de toda espécie,quando houver, de aromas deleitosos. A muitas cidades do Egito peregrina para aprender, para aprender dos doutos. Tem todo o tempo Ítaca na mente.
Estás predestinado a ali chegar. Mas não apresses a viagem nunca. Melhor muitos anos levares de jornada e fundeares na ilha, velho enfim, rico de quanto ganhaste no caminho, sem esperar riquezas que Ítaca te desse. Uma bela viagem deu-te Ítaca. Sem ela não te ponhas a caminho. Mais do que isso, não lhe cumpre dar-te. Ítaca não te iludiu, se a achas pobre. Tu te tornaste sábio, um homem de experiência, e agora sabes o que significam Ítacas.

Tradução de José Paulo Paes

Anúncios
Categorias: Outro Fala Por Mim, Poesia & BelosTextos | Tags: , , | 10 Comentários

Navegação de Posts

10 opiniões sobre “Ítaca…Konstantinos Kaváfis.

  1. Absolutamente encantador!
    A língua espanhola é linda e realmente a versão neste idioma é ainda mais bela.
    Adorei o post, adorei a poesia.
    Aliás, adoro você, Nora. =)
    Tenha uma ótima semana.
    Beijo carinhoso.

  2. Olá Norah… já estou indo pra faculdade, vim te deixar um Bjo!
    E dizer q já te adicionei em meu novo blog!
    Apareça por lá .^__^.
    ;***

  3. Sabendo que a viagem até Ítaca iria mesmo ser cheia de aventuras, me aventurei em tão lindas palavras e viajei!
    Nora, não é só da Denise que me conhece…não apareceu lá pelas bandas das Crônicas da Fronteira (Edgar Borges). Álias, tem algum parentesco? Beijus, Luma

  4. Eu me lembrei de duas frases: “não há vento favorável para quem não sabe a que porto quer chegar” e “o caminho se faz ao caminhar”; por mais que pareçam contraditórias, acho-as complementares.

  5. Nora,
    Chegar aqui é como receber um presente. Seus textos são lindos e bons. Chegar a Ítaca não é fácil mas sempre instigante.
    Bacana você ter postado a Alma. Ela também nos presenteia sempre com belas letras.
    Beijo,

  6. Nora,
    So vim dizer que terminei de ler “La sombra del viento” que vi ha um tempo atras que vc estavo lendo. Que livro mais lindo! Fiquei lendo ate tarde e ate sonhei com aquele tempo. Estou simplesmente encantada e agora estou recomendando-o para todo mundo.
    Ja que vc esta repetindo post, repita “A Casa…” vc sabe que eu amo.
    Beijinhos Nora!

  7. Bravo, Nora, bravo! Vim retribuir tua visita lá no Cão Sem Plumas…faz tempo que não apareço aqui nem no Cicatrizes, mas é sempre bom reaparecer e ler coisas de muito bom gosto. A tradução em espanhol dá um ar diferente, não sei…amo minha língua pátria, mas tbm gosto do espanhol e essa versão do poema ficou o dez. Grande abraço!

  8. Absolutamente deslumbrante, Nora! visitar seu blog é sempre um prazer para os sentidos 🙂 Beijos!!!!

  9. Joao M Nesso

    Mais importante que viajar a Ítaca é só mesmo as viajens que fazemos no nosso interior, buscando a essência que está contida na nossa alma. Nos interiorizarmos é buscar as virtudes da própria existência, é ir ao nosso consciente.
    Mas para que possamos concretizar a real viajem à Ítaca, precisamos de conhecimentos, para termos conhecimentos precisamos ler. Isso mesmo, ler. Pois através da leitura podemos ir muito mais além que os limites da Terra (Oriente-Ocidente, Leste-Oeste-Norte-Sul).
    Através dessa podemos chegar a Ítaca, não apenas a Ilha Isolada, mas sim ao refúgio de conforma vencível. Nossos ótimos para nos escondermos. Esse refúgio mencionado não é esconder ou até mesmo fugir dos problemas, mas sim refugiar em nós mesmos.
    E se ao longo da caminhada aparecerem Laestrigones e Ciclopes ou até mesmo o furioso Poseidon basta sermos corajosos para enfrenta-los, pois ainda melhor que odia-los é sobrepor nossa necessidade, que é chegar a Ítaca.
    Não será fácil a caminhada, mas ao mesmo tempo que até pode ser intrigante, mais forte ainda será a nossa vontade de chegar lá e se todas as coisas conspirarem ao nosso favor chegaremos, pois desde que haja interesse querer é poder.

  10. conoci el poema a muchos anos….renzo ..un ulises de estos anos me lo presento y ahora no podria dejar de leerlo en donde el aparesca

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s