Porque Queria Não Pensar…

Não sei fazer crochê. Nem tricot.
Uma pena, pois se soubesse poderia usar um dos métodos femininos mais antigos para meditar.
Primeiro escolheria o molde, depois decidiria a cor e sairia para comprar linhas ou lãs, quem sabe novas agulhas. Abriria a cesta de vime perfumada de alecrim e mergulharia a alma no universo zen. Esqueceria tudo sem precisar esquecer nada. Seria como um provisório afastar-me do pensar, enquanto os dedos ágeis trançassem o fio em desenhos mágicos…
Bela e sábia forma de meditar!

Anúncios
Categorias: Pensando Alto | Tags: , | 10 Comentários

Navegação de Posts

10 opiniões sobre “Porque Queria Não Pensar…

  1. Faço tricot desde os sete anos. Mas penso adoidado enquanto tricoto. ;)))
    Beijo de plantão.

  2. nora

    Marcia,você trança palavras…é por isso?

  3. Nora,
    Teu post me fez lembrar de “conversas c/P.”, de Clarice Lispector… Pedro disse e Clarice anotou: “Não consigo parar de pensar. Fico pensando, pensando, pensando, não tem como desligar isso!”
    Beijo!

  4. Também adoraria saber tricotar! Minha avó até tentou me ensinar, mas desistiu na terceira aula (e olha que ela nem é esse talento todo nao!). Deve fazer um bem danado mesmo: tanto para a mente quanto para a alma!
    Beijos e obrigada pela visita no Peruposible,
    Vanessa

  5. Nora, também não sei fazer nada disso, mas agora descobri uma maneira de meditar, fazer planos e sonhar. Sabe com que? Jogando paciência com o computador. Quando tenho algum problema, jogo paciência e as coisas parecem que ficam melhores. Cada doido com sua mania. Beijocas

  6. Você sempre lendo a alma da gente, né?
    Como adivinhou que tenho pensado direto em aprender a tricotar?
    Lendo esse post, só me restou ir correndo ao armarinho mais próximo e mergulhar nessa meditação maravilhosa, como você tão bem descreveu…
    Beijo carinhoso, Nora.

  7. Obrigado pela visita ao meu manicómio…eh eh
    Nunca tinha pensado nessas artes da forma como tu mas fizeste ver, agora.
    Obrigado.
    Jinhos

  8. Uma pura verdade escrita. Eu simplesmente adoro fazer crochet. As vezes para fugir, as vezes para encontrar a solução de um problema, digerir aqueles que a gente não pode mudar… as vezes para me entender… é uma delícia. Parece que parte da mente ocupada em repetir os pontos ajuda a meditar. Nora, tenta experimentar, vale a pena. Se quiser “echar um vistazo”, clica aqui; através de vídeos ensina, imagina só! Tem vídeos de vários pontos de tricô, crochet, crochet tunisiano(ou “afegan”)… até frivolité ensina.
    beijinhos

  9. berna

    \\\\\se queres posso te ensinar a bordar ponto de cruz quando estivermos juntas.É muito legal tenho varias coisas bordadas por mim, toalha de mesa , caminho de mesa etc…

  10. oi Nora!
    também não sei fazer croche nem trico 😦
    tenho conseguido aquietar minha mente cuidando das plantas… descobri, sem querer, que “medito” enquanto brinco com elas. 🙂
    beijoss

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s