Sem Meu Melhor Pedaço…(Cap 14)

Agora acho que cheguei mesmo em casa.
As outras vezes em que disse isso não passaram de intenções.
Desde o começo do mês que eu ando feito peregrina por essa Espanha de meu Deus. Mas sem o meu melhor pedaço…
Olhos-de-mar-azul foi embora e eu fiquei.
Ele foi fazer um curso na Inglaterra por três semanas, eu não pude ir… e então o mundo ficou sem graça e eu tive frio.
Em busca de um colo de mãe fiz a maleta e me fui à Tarifa, onde seus ventos e sua luz me acolheram com festa.
A mãe, apesar de não ser a minha ,fez-se ninho. Suave e mansa, calorosa e doce.
A cidade esqueceu–se do outono e passou uma semana bela e louca pensando que ainda era Setembro.
Foram dias tão lindos que pude passear todas as manhãs pela praia, desta vez completamente deserta dos turistas de então e perfeitamente habitada por minhas lembranças e saudades. Além delas e de mim, apenas os pássaros de Novembro.
Ele não estava ali mas aquele era o lugar perfeito para sentir seu cheiro impregnado nas ondas, ouvir seu sorriso nos trinos das aves, sentir suas carícias e abraços nos ventos que penteavam as areias e revolviam meus cabelos.
Guardei esse pedaço do seu mundo num recanto da minha memória para dar a ele quando possa. É a primeira vez que vivo seu mundo sem ele, depois de quase três anos juntos.
Quando voltei, nem a calefação à tope deu jeito. Troquei as roupas da maleta por outras mais quentes e em busca de um colo de filha me fui à Segóvia.
Dormi entre os lençóis e travesseiros com cheiro a Lavanda Johnson e dengo.
Que delícia!

Durante as saídas, de braços dados, sob a chuva incessante ou sob a neve, os cafés com leite espumados, quentinhos e saborosos como amor de filha, as conversas compridas sobre presente e passado, amores e desamores, encontros e desencontros, amigos e inimigos, felicidade e dor, juventude e maturidade… eu tive a certeza de estar no lugar certo, com a pessoa perfeita para ajudar-me a suportar uma ausência que mesmo curta, pesa. Que mesmo justa, espanta pela força da saudade.
Que grande companhia é a minha filha!
Agora já estou aqui em Madrid. Tenho dois dias para organizar a casa, a despensa e a geladeira. As aranhas fizeram festa na sala.
Olhos-de mar-azul volta sábado. E eu estou curtindo cada minuto de espera… desde que sejam poucos!

Anúncios
Categorias: Coisas de Amor | Tags: , | 10 Comentários

Navegação de Posts

10 opiniões sobre “Sem Meu Melhor Pedaço…(Cap 14)

  1. Oi querida, tá sem o amor hoje? Imagino quantas saudades né? Mas os dias vao passar rapido, vc vai ver.
    A sua filha é muito linda, Nora. Ela estuda aonde? Tenho uma filha mais ou menos da mesma idade e chama-se Bianca. Ela terminou o college o ano passado e está se preparando para Mestrado no ano que vem. Engraçado como nossas crianças crescem rapido, né?
    Nora adoro o seu blog, vc escreve muito bonito. Parabens.
    Beijos,
    ME

  2. Linda a foto da sua filha. Adorei o estilo das trancinhas e do gorro.
    Só falta agora uma foto dos Olhos de Mar Azul! Se quiser preservar a privacidade, você bem podia fazer uma foto só dos olhos! Beijos,

  3. nora borges

    Pois é Leila, agora só falta mesmo ele. Tenho um certo pudor em expor sua foto na Internet, mas principalmente cuidado. Seu cargo é chave aqui na Espanha e possível alvo de “almas negras”.
    Lena, as crinças crescem MUITO rápido e embora a gente fique com saudade dos pezinhos miúdos é uma alegria sem tamanho vê-las crescidas, tomando conta de si mesmas, escrevendo sua própria história, não é?

  4. Sim Nora, é muito bom a gente ver os filhos escrevendo a própria história e sabermos que somos parte dela, porque eles são parte de nós.
    A saudade é boa, por causa do reencontro.
    Beijão

  5. Sua filha tem seu sorriso! Feliz agora? Beijus

  6. Pode começar em pensar como e quando publicar teu blog em livro… é realmente lindo!
    Bjs
    Flávia
    Ps> linda foto 🙂

  7. Oh, que delícia há de ser esse reencontro com olhos-de-mar-azul!
    E esta filha linda… Qual mãe é capaz de resistir a um sorriso como esse? Um beijo, Norinha, e inté!

  8. Oi Nora, quanto tempo!
    Toda vez que você fala em Olhos-de-mar-azul eu me lembro da música: “Foi assim/ como ver o mar/ a primeira vez que meus olhos/ se viram no seu olhar…” e acabo lembrando também de um amor perdido para sempre…
    Deixa prá lá. Gabi se formou essa semana e eu estou explodindo de felicidade. Visite nossos fotologs.
    beijos

  9. Que GRAÇA é a sua filha!!!!!!!!!

  10. Claudia Roberta

    Ainda estou apaixonada pelo seu modo de escrever … já tive depressão e até hoje sofro de insatisfação e meio sem coragem… de mudar. Mas estou me tratando pra me curar desse mal….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s