Eu insisto…

Estou navegando outra vez… devagarzinho. Uso um computador emprestado que não gosto muito porque não tem acentos e eu tenho que escrever dentro do Gmail porque o Word dele funciona mal e de vez em quando apaga tudo.
A campanha está em pleno vôo…e o novo computador já vem no mês que vem. Rá!
Claro, por enquanto este aqui vale mas não é como ter os meus arquivos a mão, minhas fotos, minhas anotações.
Estou aproveitando para dar uma renovada nos links e visitar os blogs que eu visitava de vez em quando. Descobri que muitos desapareceram. Uns se despediram num último post, outros simplesmente deixaram de postar, alguns mais apenas mudaram de endereço, de cara, de nome.
Algumas pessoas tiveram suas histórias bruscamente alteradas por uma doença ou perda de um ser querido e seus blogs refletem essas mudanças. Vi que um bocado de gente mudou de cidade, de país…
Dentro da Verbeat  também houve um mundo de alterações. Gente nova chegando, gente saindo, gente abrindo outros blogs… mudanças que eu não acompanhei. Percebi que estava longe da net há um bocado de tempo. Mais tempo do que eu queria acreditar.
Quando comecei a blogar, em maio de 2003, fiz parte, por um tempo, de um grupo de blogueiros muito legal e podia, dentro das limitações da minha conexão, visitá-los com certa frequência. Depois de 2005 o boom de blogs foi tão grande que me perdi. Já não pude acompanhar a expansão… a não ser que pudesse ( e quisesse ) passar o dia ( e a noite ) no computador. Eu acho que nem assim…

Nunca aprendi a usar o RSS. Gostava de entrar no blog, gostava de ver a página em seu original.
Não entendia muito bem por que as pessoas valorizavam tanto o tempo que economizavam lendo os textos sem entrar no blog, até que me explicaram que precisavam ler entre 200 e 300 blogs por dia. Uff! Acho que fui ficando com um certo complexo de inferioridade. Passei a visitar dois ou três… por semana! Ou quatro por mês…Ou nenhum!
E foi assim que eu fui me desligando dos blogs e dos seus assuntos.
Mas eu quero voltar. Quero continuar a escrever aqui, mesmo sabendo que meus amigos de carne-e-osso e irmãos não lêem. Que a maioria dos meus amigos-virtuais de antes não vem mais aqui, que os prováveis visitantes que lêem um ou outro post através de alguma busca do Google nunca comentam nem deixam pistas maiores que o registro do contador.
Não importa. Vou voltar por mim. Porque eu gosto de escrever, porque preciso pensar alto e quando escrevo aprendo mais sobre mim ou sobre o tema que escrevo.
Tenho a sorte de ter também uns leitores-amigos-virtuais que nunca desistem de mim e sempre estão bisbilhotando o Língua atrás de novos escritos.
Vou tentar trazer uns posts antigos do Cicatrizes da Mirada, pois este sim, de vez em quando ainda recebo e-mail pedindo-me cópias de antigas publicações.
Antes me dava um certo corte repetir posts antigos, mas agora, aproveitando a “penumbra” e os poucos que ainda estão por aqui eu vou trazê-los, se não se importam.
É isso. Voltei.

Anúncios
Categorias: Mundo Virtual | Tags: | 12 Comentários

Navegação de Posts

12 opiniões sobre “Eu insisto…

  1. Nora, sempre venho aqui para ver como anda teus escritos. Muitas vezes não comento. Outras sim, e até reclamo da falta de posts!
    Não uso RSS e, como você, prefiro ler o blog, ver se está parado ou agitado, se tem alguma mudança, etc.
    Espero que você volte a escrever, muito e sempre. Este dom que você tem merece ser cuidado e cultivado com muito carinho. Suas palavras florescem que é uma maravilha com muito pouco adubo! Beijos

  2. Rita Moreira

    Oi, nem lembro mais como vim parar aqui, creio que pelo Drops da Fal. Achei bacana e venho sempre.
    Beijos e continue, eu, pelo menos gosto de vir ver pessoalmente como estão as coisas por aqui heheh!!!!

  3. Nora,
    hoje, 10 de abril de 2008, olhando desanimada a quantidade de coisas que tenho, ou melhor, que quero ler, tanto na internet como no papel, pensei: “quantos favoritos! meu deus! eu já nem sei muito bem quem são alguns endereços que coloquei para ler depois… eu estou perdida!” Então escolhi Blogs: a Miriam não escreve mais, pulei para o Língua pensando “há quanto tempo não leio mais a Nora…”. e quando abro leio este texto! É tudo verdade! Um grande abraço, Raquel

  4. Claudia Neves

    Oba!!!!!!!!
    Oba!!!!!!!!!!!
    Adoro seus textos. Eles tem sons, cheiros, musicas,vento, brisa,tempestade….
    Com amor

  5. Sabe Nora, eu já cheguei a conclusão que as pessoas que gostaríamos que lesse o nosso blog, nunca leem…então o jeito é se conformar. Eu comecei a blogar em 2004, mas ainda sei pouco da linguagem internaútica. Por exemplo eu queria aprender fazer isso que você fez no flirk, um dia aprendo. Bom findi com sabor mangostão.

  6. Alma

    Nora,
    Infelizmente meus amigos-virtuais não me visitam mais. Talvez porque eu não comente em seus blogs, talvez porque o que eu escrevo não lhes interesse. Enfim, não sei. Só sei que sumi de suas páginas, tanto em comentários, como na forma de link. No começo fiquei aborrecida, depois passou. Comecei um novo blog, além do meu antido, onde escrevo sobre cuidados paliativos. Daí sumiram todos de vez.Alguns chegaram a dizer que era um espaço “mórbido” e que ficavam “deprimidos” em me ler. Uma pena!
    Enfim, é sempre bom voltar. Tenho certeza de que seus amigos-virtuais e reais estaão por aqui sempre.
    Um abraço,
    Monica

  7. Obrigada pela força, e mais ainda pela companhia.
    Estou mais animadinha com o escrever… e tb com os links. Ainda preciso reorganizá-los.
    Me aguardem.

  8. Olá, Nora!
    Há tempos andei lendo seu blog e até indiquei-o para uma amiga que ia morar na Espanha. Depois parei porque não tinha muito tempo para ficar na blogosfera.
    Retornei com um blog que cito aí em cima e peço que me visite também.
    Lembrei-me de como seu blog é bem feito e estou aqui de novo para dizer-lhe que voltarei a acompanhá-la sempre que puder.
    Um abração e felicidades.

  9. Que bom que voltaste queridona!!!! Sabe que minha familia tbem nao le meu blog, minha irma outro dia disse que entra mas nunca deixou um recado.
    Que coisa louca isso né?
    Volta sim , volta porque estaremos aqui esperando suas historias, seu humor, teu carinho, enfim estaremos aqui pra compartir com voce!
    Grande beijo

  10. Muito bem Nora continue escrevendo, quando leio as frases vou me reconhecendo e estabeleço uma coneçao do meu antes e do meu euque ainda virá, muito bom poder voltar aos lugares, vou lendo assim devagar, conhecendo as pessoas pelo seu modo de colocar seus pensamentos,isto é salutar, a gente se reencontra, sempre retornamos ás nossas origens,
    beijos
    suelly
    http://aniscomcanela.blogspot.com/

  11. Nora, é muito bom e saudavel voce voltar a escrever, e pra mim tem sido maravilhoso, refaço os meus caminhos, faço novos amigos, e a vida é muito masi feliz a gente compartilhando nossos pensamentos, e viajando, tudo é uma grande viagem, e nunca deixamos nosso lugar de origem, sempre retornamos, pelo menos no pensamento, quando leio reconheço em cada frase um pedaço de mim, do que fui, ou do que posso ser algum dia,
    mas continue, escreva,
    beijos
    http://aniscomcanela.blogspot.com/

  12. Nora, quantas vezes venho postar e não acontece, mas é isto mesmo, retorne, a escrever e deixa o verbo sairalem de que retorno ás paisagens que amei um dia estar, nos faz bem a alma, e tudo pode acontecer, imagina que não venho de MINAS pra lhe visitar, claro, estarei sempre por aqui,beijos
    suelly

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s