Profano

Sofia estranhou aquela consistência. Meteu os dedos na massa e levou-os à boca só para constatar que o gosto também fugia ao comum. O comum era não ter gosto. Entretanto seguira à risca os ensinamentos da mãe.
Padre Rafael apareceu na porta no momento em que ela lambia os dedos. De bermudão. Sofia enrubeceu. ‘Algo errado?’ Perguntou ele se aproximando. Sem esperar resposta, tomou a mão da moça, enfiou-a de novo na massa, lambeu cada um dos seus dedinhos e sentiu o estremecimento do seu corpo. ‘Não se preocupe, filha, estas hóstias ainda não estavam consagradas.’
Leila Silva
Ps. Leila é dona do excelente blog Cadernos da Belgica.

Adoro seus contos.

Anúncios
Categorias: Baú de Cultura, Mundo Virtual | Tags: , , , | 1 Comentário

Navegação de Posts

Uma opinião sobre “Profano

  1. Mychelle

    Semana passada assisti um filme na faculdade, que se chama “A Língua das Mariposas”, adorei, e por isso resolvi comprá-lo, antes fiz uma pesquisa na internet para obter mais informações sobre o filme, o seu blog foi o primeiro tópico que apareceu, meio por acaso. Ai pronto, quando li o seu texto sobre Farra de Amor… (26/04), me emocionei, há tempos não lia algo que falava tanto comigo, acho que é porque eu também estou longe de casa…. quando você narrou sobre o cheiro do café sobre a mesa eu pude sentir o gosto do café do meu pai, saudades, gostei tanto agora todos os dias entro aqui para ler os seus textos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s