Neuras & Medos

De repente eu acordei no meio da noite para coçar a pele sob o braço. E depois, acordei outra vez para coçar o outro braço… e segui acordando toda a noite para coçar outras partes do meu corpo. Por volta das quatro da madrugada minha mente já havia disparado…que-diabo-é-isso?

O medo desceu com seu manto negro sobre a consciência e a razão. Como assim?

Minha amiga de toda a vida havia me contado que um sintoma de seu linfoma foi começar a coçar o corpo inteiro. sem razão de ser.  Primeiro pensou que era uma intoxicação alimentar, depois uma alergia, depois… era o linfoma mesmo.Eu tinha tomado uma simples sopa. Tinha tomado uma ducha antes de dormir, nunca fui alérgica a nada… e que coceira miserável era aquela que já estava me enlouquecendo?

Mal pude esperar que amanhecesse para correr para o telefone com o livreto da assistência médica na mão. Liguei para o primeiro dermatologista da lista, mas descartei-o assim que soube que ele só tinha hora para dentro de dois meses. Dois meses? Sem dormir e com esse monstro dentro do sangue? Vou descascar antes, vou morrer antes. Como assim dois meses?

Liguei para o segundo, o terceiro, o quarto… nada antes de duas semanas. No quinto nome, descobri pelo sobrenome da médica que ela havia estudado comigo no colegial. Pronto! “Use a imaginação, não deixe a secretária impedir-lhe de falar com ela.”  Assim que a atendente disse alô eu falei tudo correndo que era para ela não entender nada, deixando apenas as palavras importantes “urgência, amiga, infância, família”… Ela passou a ligação, eu me identifiquei e convenci minha ex-colega de escola da urgência em ver-me.

Pleaaaaaaaaaaaaaaaaaase! Estou louca de coceira…

Ela me pediu para ir no final do expediente. Pelo menos para acalmar-me. Ok. Mas no mesmo dia, já, hoje!O dia passou como se fosse um filme em câmara lenta. Eu imaginava meu futuro com desespero, como contar à minha mãe… e pior, à minha filha? Como assim? Não comi. Não trabalhei, não conversei… tentava não me coçar, mas não conseguia controlar-me muito. A pele da barriga e dos braços já apresentava umas bolinhas vermelhas, e ardia. Me meti embaixo do chuveiro e fiquei ali, com água fria sobre a cabeça, esfriando os miolos por muito tempo. Quando comecei a ter frio me enrolei na toalha e me meti na cama outra vez, uma dormidinha não me cairia mal. Até que a coceira recomeçou… e os maus pensamentos com ela.

À tarde eu já havia passado por todo o inferno de exames que minha amiga havia passado em São Paulo e já estava desesperada com o diagnóstico. Não pude mais esperar e corri para o consultório da médica muito antes da hora combinada. Como pode uma hora se transformar em seis? Pois foi como se.

Quando ela abriu a porta do consultório para mim, entrei já com lágrimas nos olhos. E quando ela pegou a lupa e acendeu o super holofote de luz branca sobre minha pele, eu parei de respirar.

-Hum…

-Que?

-Isso está me parecendo… escabiose.

-E? Isso é…

-Vulgarmente chamada de sarna.

-Heim?! Tem certeza?

-Absoluta.

-Hahahahahah! Sarna é???? Tem certeza, né? Hahahahahah… que maravilha!

Ela não entendia o motivo das minhas risadas histéricas e minha alegria. Nunca um cliente havia ficado tão eufórico com um diagnóstico desses. Eu deveria estar morta de vergonha… e estava. Mas sorria de felicidade. Como assim Sarna? Onde peguei isso? Hahahahaha! Ela disse que procurasse o agente transmissor, trocasse a roupa de cama todos os dias e lavasse a roupa vestida separada dos outros ocupantes da casa.

Saí do consultório com uma receita simples, sentindo-me leve como uma pluma. “Sarna. Eu SÓ tenho sarna. Onde e como eu peguei isso é outro problema. Um minúsculo problema.” Descobri rapidinho. Simples. Minha filha levava, todas as tardes, para a minha cama, o bebê da vizinha, que tinha uma empregada empelotada de escabiose.
Eca! hahahahhahahahahha… mas era só isso.

Anúncios
Categorias: Corpo&Alma de Mulher | Tags: , | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s