Posts Marcados Com: mundo virtual

O mundo virtual é tão real…

Vejam só onde pode chegar um blog, mesmo um tão pouco conhecido como o meu. Durante todo o tempo que escrevi sobre a Espanha, nos antigos endereços principalmente, recebi mensagens de pessoas que guardavam meus posts para utilizá-los em suas viagens. Algumas delas mudaram completamente o roteiro de suas férias europeias e vieram aproveitá-las em algumas cidades que eu tinha visitado. Era uma delícia comprovar que o que eu estava vivendo emocionava e inspirava uns viajantes brasileiros.
Alguns textos pessoais também fizeram alguma história pelo mundo virtual. Um dia, recebi por e-mail um spam que era um texto meu, Neura de Mulheres. Dizia que o autor era desconhecido. Respondi para o remetente, assumi a autoria do mesmo e agradeci a divulgação.
Depois disso, durante um ano inteiro, recebi dezenas de cópias do mesmo texto, já com meu nome. Fiquei contente que uma cronica minha tivesse se transformado em um spam. Significava que um bocado de gente se identificava com ela. Gostei.
Outro texto comentado por muitos é A Casa e O Rio. Fiz amigos através dele. Infelizmente os comentário ficaram perdidos quando salvei o arquivo de um apagão, mas os amigos ficaram. Conheci pessoalmente vários deles.
Sonja, uma brasileira que vive há mais de 20 anos na Inglaterra, foi a primeira. Quando nos encontramos, em Londres, ela confessou-me que estava emocionada por estar tomando um café com a “escritora” da cronica que ela mais gostou de ler em todos os blogs que havia visitado. Disse-me que chorava sempre que o relia e que o havia enviado para todos os seus amigos. Engasguei com o café quando ela me chamou de escritora. Quem me dera! Quase que choro eu!
A história de amor que me trouxe à Espanha é outra das grandes atrações desse blog. Tenho uma porção de amigos, aqui e no Brasil, conquistados depois que escrevi como tudo se passou. O drama e a graça dos encontros e desencontros entre Ele e eu seduziram e fascinaram os leitores de uma forma que me surpreendeu e inspirou. Escrevi dez capítulos! Cada vez mais gente me pedia para continuar. E eu continuei…
Até hoje isso acontece. Gente que chega por acaso aos arquivos do Língua de Mariposa através do Google, lêem os posts sobre a Espanha ou sobre a depressão, ou ainda sobre um livro ou filme que indico e me escrevem encantados e agradecidos. E me pedem para continuar…
Que maravilha! Eu adoro, viu!
É por isso que sempre volto.
Pois hoje quero comentar publicamente um desses prazeres. Mais de um ano atrás recebi uma mensagem eletrônica de uma artista, Clarissa Garcia, que vive no Poço da Panela, um bairro histórico da cidade do Recife.

Ela é antropóloga, além de artista plástica.

Ao ler A Casa e O Rio, emocionou-se muito e pediu-me para usá-lo em um projeto da tese de doutorado que ela estava escrevendo sobre os moradores do bucólico bairro onde vivi, quase inteira, uma das minhas vidas. Eu concordei.
Depois de um tempo ela perguntou-me se eu conhecia um artista amigo seu, pois achava que eu já havia ido à sua casa, jantar. Imaginem!
Pois fui mesmo. Tive um breve affair com o artista amigo dela e uma noite ele me convidou para jantar com um casal de amigos no Poço.
Tenho uma boa recordação daquela noite, junto à gente inteligente, simpática e agradável, embora esta lembrança estivesse guardada nos escondidos da memória. Clarissa reavivou-a e senti uma enorme alegria por saber que a lembrança que ela tinha de mim também era boa.
Agora a artista “está montando uma espécie de galeria em sua casa que vai funcionar como um clube para amigos e curtidores dessas coisas todas: tem uma biblioteca, filmes para assistir, fotografias para olhar e para vender, amigos com violão, quadros, cerveja, whisky e delícias para comer, etc.” em suas próprias palavras.
Não posso deixar de compartilhar isso com meus amigos do Brasil… é tudo que mais gosto na vida. Livros, filmes, fotos, música, um “visquizinho com gelo” e comidinhas gostosas. Ainda mais com a artista ali mesmo, juntinho! Tudo isso dentro do coração do Poço da Panela, bem diante da Igreja onde mora o Lorde e por onde passa o rio da minha história!
Imperdível!
Quem quiser conferir é só ir lá na Rua Álvaro Macedo, 54. A rua fica em frente à igreja e a “casa é vermelha, com um terraço em cima”.
Antigamente era aí mesmo que funcionava o famosíssimo e maravilhoso Bar da Beata.
Parece que que a casa, que tem alma boêmia, quer seguir sua missão. Clarissa vai ajudar…
É de bom tom dizer que foi indicado pela Nora Borges, do Língua de Mariposa.
Acho que ela vai gostar.

Por enquanto, quero apenas que conheçam o trabalho desta maravilhosa artista que retrata e pinta o Poço da Panela com extrema sensibilidade, bom gosto e inegável talento.
Queria que o Lorde pudesse ver nosso antigo e querido bairro, tão bem representado pela excelente qualidade de seu trabalho.
Há tanta coisa que eu queria mostrar ao  Lorde, se pudesse.

Desde que vivo na Espanha sinto uma saudade diferente dos meus pais.
Cada vez que vou a um lugar particularmente bonito, quero repartir com eles minha imagens.
Muitas vezes, infinitas vezes, penso em ligar para a Princesa para contar-lhe algo, compartilhar minhas emoções. Por uma minúscula fração de segundo esqueço-me que ela está morta, que não posso chamá-la por telefone, nem rir com ela, nem escutar sua voz e sua lindas risadas.
Então tento me conformar e dedico-lhe silenciosamente o meu momento.
Decidi dedicar esse post a eles, ao Lorde e à Princesa porque eles adorariam conhecer o precioso trabalho de Clarissa Garcia, essa artista que ama o Poço do Panela como eles o amavam e como eu amo até hoje: apaixonadamente.
Dedico-o também a você, Clarissa… e à sua mãe.
Assim que eu estiver no Brasil, irei à Casa Vermelha do Poço da Panela.
Pode esperar!
Se ainda não entraram no link da artista, entrem AQUI para visitar a exposição virtual das fotos pintadas. Sáo bárbaras!

Categorias: Baú de Cultura, Mundo Virtual | Tags: , , , | 14 Comentários

Para Meg…

“Mire veja: o mais importante e bonito, do mundo, é isto: que as pessoas não estão sempre iguais, ainda não foram terminadas – mas que elas vão sempre mudando.
Isso que me alegra, montão.”
Riobaldo, em Grande Sertão, Veredas.
João Guimarães Rosa
A Meg agora é pó de estrelas… é imensidão. Agora ela é eternidade.
Porque, como disse nosso grande mestre, um dia : “As pessoas não morrem. Elas ficam encantadas.”
……………………………………………………………………………………….
Ps1: Este post faz parte de uma rede de homenagem virtual a Meg do SubRosa.
Ps2: Ao que parece, a morte de Meg foi apenas virtual, e não real. Fico contente que ela esteja viva. Mas de qualquer forma, quero deixar o post aqui. Porque ele retrata o sincero sentimento que me inspirou.
Que estejas bem, Meg. É o que espero.

Categorias: Mundo Virtual, Outro Fala Por Mim | Tags: | 7 Comentários

Enquanto isso…

No cantinho de blogar de Santorcaz eu estou preparando um post sobre um “Pueblo Dorado” que fui visitar, na província de Guadalajara.
Tirei esses dias de feriado para dar uma passeada por aí e não fazer nadica de nada em casa. Tá tudo desarrumadinho… e eu tranquííííílaaaaa.
Aí fui no blog da Denise, o Sindrome de Estocolmo, um dos mais gostosos da blogosfera e ela sugeriu um post com a foto do “Lugar de Blogar” .
Como eu gosto muito do meu, aderi.
Tá faltando só a caneca de café fumegante que sempre me acompanha.
Voltarei com um post lindo sobre os pueblos pre-romanicos da Sierra de Ayllon e umas trilhas que estou descobrindo.
Depois que deixei de fumar (oito meses já! uia!) e comecei a Yoga ( seis meses! como o tempo voa!) ando mais animada para esses programas ecológicos.
Pernas mais seguras, mais equilíbrio, maior flexibilidade.
Respiração mais tranquila…

Bueno, conto o passeio no seguinte post.
Por enquanto vejam que cantinho agradável… pena que a conexão lenta teste minha paciência todos os dias!
Ainda não consigo ficar zen diante da lentitude dessa minha tartaruga pre-histórica…

Categorias: Conversê de Janela | Tags: , | 22 Comentários

Pequenos Toques…


Se você tem um blog ou não, o fato de estar aqui, lendo esse post, já é um bom motivo para responder essa pesquisa que o pessoal da Verbeat  idealizou com a intenção de traçar um perfil do universo virtual blogueiro.
Serão apenas uns minutinhos de seu tempo e a gente agradece!
Clik no selo aí acima e colabore!
Ah! Um toquezinho de coluna social:
Amanhã vou conhecer Milton Ribeiro e sua mulher, Cláudia Antonini, ambos de passagem por Madrid à caminho da Itália. O Milton é companheiro virtual desde 2003 e meu vizinho da casa cinza de janelas vermelhas, aqui no Condomínio Verbeat.
Eu já tive o prazer de estar com sua irmã e cunhado, Iracema e Sílvio, quando eles estiveram visitando a Espanha. Ambos encantadores e simpáticos!
Passamos uma noite divina na Plaza de Sant´Ana!
A Iracema era leitora assídua do Cicatrizes da Mirada e trouxe vários posts impressos para aproveitar melhor sua passagem por Sevilha, Córdoba e Granada.
Vê só que mundo novo se abre através dos blogs?!
Pois sim… Amanhã, Pernambuco e R.G.Sul se encontrando em Madrid!
Aguardem as notícias do Grande Encontro !
………………………………….
Uma dica:
Agora o(a) leitor(a) deste blog pode acessar diretamente nas Categorias aí ao lado e ler os posts publicados sobre determinados temas, sem precisar entrar no arquivo geral. Cortesia do meu ÍDOLO, o Síndico Verbeter ~~ Gejfin ~~
Que tal experimentar! Tem muito post sem nenhum comentário porque vieram dos antigos blogs desaparecidos. E aposto que alguns de vocês não os conhecem.

Categorias: Mundo Virtual | Tags: | 11 Comentários

Vem…

A partir de hoje, a casa virtual em que moro é aqui.
A partir de hoje recordarei as saudades e sentirei os poemas neste outro jardim.
Depois de peregrinações por sites que me abandonaram, algumas mãos amigas se estenderam.
Entre por este portão e siga o caminho das árvores.
Sente na sombra das asas das borboletas e “pesque luz com paciência.”
Nem sempre eu estou iluminada, mas com certeza a sua presença amiga trará luz.
Não esqueça de deixar sua marca, seu endereço, seu blog.
Dê sua opinião sobre a pintura das paredes, as letras, a música, o design.
Se estiver aqui por primeira vez, que seja o início de uma longa relação de carinho e respeito.
Aqui abro o portão da minha alma.
Quero agradecer a Leandro e Tiago ( os síndicos do condomínio ) por toda a delicadeza e atenção.
Aproveito para convidar também os leitores a conhecerem os outros blogs da Verbeat.
Se vem para o bem…seja bem vindo.

Categorias: Mundo Virtual | Tags: , , | 29 Comentários

Um Universo Virtual…

Alguns amigos virtuais já fizeram o que eu vou fazer agora: um comentário sobre outros blogs.
Eu sei que muitos dos que vem a esta página encontraram meu link em um o outro blog que visitam. E isso é o encantador da rede de blogueiros. Ninguém é forçado a visitar ninguém, mas as indicações valem muito.
O visitante vem, lê… e se gosta, volta.
E se continua gostando vai ficando “cliente.”
Eu tenho o prazer e a honra de ter alguns fiéis amigos nesse universo virtual, mesmo já tendo trocado três vezes de endereço.
Agora, coitados, estão relendo posts antigos, talvez pela terceira vez, e ainda assim, delicadamente deixando seus pequenos comentários.
Agradeço muití­ssimo a paciência e o carinho que demonstram com este gesto.
Tenho já uma vasta lista de blogs linkados aí­ ao lado, todos deliciosos de serem lidos,e espero ter contribuí­do para que os donos deles também sejam visitados por aqueles que vem aqui.
Mas hoje eu quero dar um flash especial a Manoel Carlos e seu Agrestino. O melhor blog do “meu” universo blogueiro.
Manoel escreve como quem conversa com a gente sobre qualquer assunto, atual ou do passado. Conta histórias de suas andanças, fala de literatura, polí­tica, linguagem, amor, saudades.
Nunca escutei a sua voz, mas tenho a impressão que é grave e tranqüila como a voz de quem tem paz interior. Nunca escutei seu sorriso mas posso senti-lo nas histórias bem humoradas que conta sobre o Nordeste brasileiro. Nunca vi seu olhar, mas o imagino embaçado de saudades quando fala de antigos amigos que conquistou pelo mundo a fora, em Portugal, Moçambique, Rio de Janeiro, Pernambuco, Rio Grande do Norte…
Nunca estive pessoalmente com ele, mas pude sentir seu abraço em muitas das vezes em que deixou aqui seus recados.
O blog de Manoel é como ir ao um bar de pueblo. Aquele que a gente pode ir durante toda a vida que sempre vai encontrá-lo disposto a cantarolar um sambinha, um frevo, recitar um poema lindo e quase desconhecido, provar com ele um gosto antigo de infância, reconhecer perfumes, escutar boas histórias.
Manoel é amigo fiel de pessoas e feitos. Nunca deixa de homenagear personagens que admira. Nunca deixa de comentar fatos importantes. Toma posição. Opina. Avalia.Indica bons blogs, bons artigos.
Mas seu tom nunca é o de um dono da verdade. Seu tom é sempre o de quem sabe – e gosta – de compartilhar suas idéias.
………………………………………….
Outro blog fantástico é o de Maria, a Digressiva Maria.
Suas digressões me fascinam. Ela escreve como quem borda, com as palavras, lindas peças de linho. Às vezes, um vestido de festa. Outras, uma manta de rotos retalhos, imensa, como aquela que acompanhou Tita ao hospital no filme Como Água Para Chocolate. Imagino, às vezes, Maria bordando sua colcha com os pedaços de suas muitas dores nas noites de fria solidão da alma, escolhendo as letras com cuidado, para não perder nenhum ponto necessário à compreensão de seus sentimentos.
Maria é mestre nos desenhos possí­veis da alma. Ela e sua escrita se entregam uma à outra como amantes.
Umas vezes são cruéis, descarnando uma à outra de seus segredos… Outras, podem ser doces cúmplices de inimagináveis mistérios…
Maria e sua escrita formam uma belí­ssima mulher! E seu blog é um presente para quem a visita.
………………………………………….

Uma nova descoberta é Marpessa, do Casa dos Espelhos. Ainda estou descobrindo seus textos e já estou perdidamente enamorada por eles. No blog, trechos de Julio Cortázar, Hilda Hilst, Henry Miller, Paulo Mendes Campos se entrelaçam com seus próprios escritos.
Acho que poucos o descobriram, pois vi raros comentários.
Mas enquanto lia seus escritos (ou seus transcritos) já sabia que estava atrapada pela página. É quase como entrar numa sala de cinema, escura e vazia de outros espectadores, para ver pequenas peças de arte pura.
Dá vontade de aplaudir em silêncio…
Infelizmente tenho pouco tempo disponí­vel diante do micro e não posso demorar o quanto eu gostaria para visitar todos os blogs que eu gosto com a constância que eles merecem, e ainda descobrir novos.
Minha conexão ainda é jurássica, por linha telefônica que sequer é só minha. Assim, muitos outros blogs que eu gostaria de comentar aqui vão ficar para um outro post.
Perdoem-me…
Convido-os a visitarem estes, por enquanto!

Categorias: Mundo Virtual | Tags: , | Deixe um comentário

Mais Uma Vez…

Pois sim… meus blogs foram sequestrados.Mais uma vez!
Agora muito mais “profissionalmente” que da outra, pois até mesmo os arquivos estão presos sob fiança.
Tenho que pagar $35,00 por cada uma das páginas para acessá-los e recuperar os arquivos.
Que tal a jogada? Boa não é?
Mas eu já estava prevenida.
Quem é simples sapo precisa aprender a defender-se…
Ainda bem que eu tenho TODOS eles.
Convido-os a lerem os posts republicados. Diziam-me que eram bons. Infelizmente perdi as provas, que eram os comentários.
Que pena imensa!
Mas desistir? Jamais!


Categorias: Mundo Virtual | Tags: , , | Deixe um comentário